RELIGIÕES: Como você pode escolher uma boa tradução da Bíblia



A BÍBLIA foi originalmente escrita nos idiomas antigos hebraico, aramaico e grego. Portanto, a maioria das pessoas que desejam ler a Bíblia precisam de uma tradução.

Hoje, a Bíblia é o livro mais traduzido em todo o mundo — com partes disponíveis em mais de 2.400 idiomas. 

Algumas línguas possuem não só uma, mas muitas traduções. Se houver mais de uma tradução disponível em seu idioma, com certeza desejará ler a melhor.

Para fazer uma boa escolha, você precisa saber as respostas às seguintes perguntas: Que tipos de tradução existem? Quais são os aspectos positivos e os negativos de cada tipo de tradução? E por que você deve ter cuidado ao ler certas traduções da Bíblia?

De um extremo a outro

Há uma enorme variedade de estilos de tradução da Bíblia, mas eles se encaixam basicamente em três categorias. 

As traduções interlineares são um extremo. Essas traduções mostram o texto no idioma original e uma tradução palavra por palavra na língua-alvo.

As traduções parafraseadas são outro extremo. Os tradutores dessas versões reformulam livremente a mensagem da Bíblia da maneira como a entendem e de uma forma que acham que será atraente aos seus leitores.

Uma terceira categoria envolve traduções que procuram achar um meio-termo entre esses dois extremos. Essas versões tentam transmitir o sentido e o estilo das expressões da língua original ao mesmo tempo em que tornam a leitura fácil.

As traduções palavra por palavra são melhores?


Em geral, uma tradução estrita, palavra por palavra, não é a melhor maneira de transmitir o sentido de cada versículo da Bíblia. Por que não? Por várias razões. Veja a seguir duas delas:

1. Não há duas línguas exatamente iguais em gramática, vocabulário e estrutura de sentenças. O professor de hebraico S. R. Driver diz que as línguas “diferem não só na gramática e na etimologia, mas também . . . no modo em que as idéias são construídas numa sentença”. Pessoas que falam línguas diferentes pensam de formas diferentes. 

O professor Driver continua: “Portanto, as sentenças são formadas de maneiras diferentes em cada idioma.”

Visto que nenhum idioma segue exatamente o mesmo padrão do vocabulário e da gramática das línguas grega e hebraica usadas na Bíblia, uma tradução palavra por palavra seria incompreensível ou poderia até mesmo transmitir o sentido errado. Considere os seguintes exemplos.

Na sua primeira carta, o apóstolo Pedro usou uma expressão que traduzida literalmente seria “cingi os lombos de vossa mente”. (1 Pedro 1:13, The Kingdom Interlinear Translation of the Greek Scriptures [Tradução Interlinear do Reino das Escrituras Gregas])* Essa expressão se refere à prática de colocar as extremidades da veste comprida debaixo da faixa para facilitar a atividade física. 

Mas na maioria das línguas uma tradução literal dessa expressão teria pouco sentido. Traduzir essa expressão como “avigorai as vossas mentes para atividade” é um modo mais claro de transmitir o sentido.

Quando escreveu aos romanos, Paulo usou uma expressão grega que literalmente significa “até o espírito fervente”. (Romanos 12:11, Kingdom Interlinear) Essa expressão faz sentido na sua língua? Na verdade, ela significa ser “fervorosos de espírito”.

UM TRECHO DA “TRADUÇÃO INTERLINEAR DO REINO DAS ESCRITURAS GREGAS”, EFÉSIOS 4:14

Um trecho da “Tradução Interlinear do Reino das Escrituras Gregas”


A coluna à esquerda mostra uma tradução palavra por palavra. A coluna à direita mostra uma tradução do sentido

Num de seus discursos mais famosos, Jesus usou uma expressão que muitas vezes é traduzida por “bem-aventurados os pobres de espírito”. (Mateus 5:3) 

Mas, em muitas línguas, a tradução literal dessa expressão é obscura. Em alguns casos, uma tradução bem literal até mesmo dá a entender que “os pobres de espírito” são mentalmente instáveis ou lhes faltam vigor e determinação. 

No entanto, Jesus estava ensinando ali que a felicidade das pessoas dependia não de elas satisfazerem suas necessidades físicas, mas de reconhecerem a necessidade da orientação de Deus. (Lucas 6:20) Assim, traduções como “os cônscios de sua necessidade espiritual” ou “os que reconhecem que precisam de Deus” transmitem o significado dessa expressão de forma mais exata. — Mateus 5:3; Bíblia Fácil de Ler.

2. Dependendo do contexto, o significado de uma palavra ou expressão pode mudar. Por exemplo, a expressão hebraica que normalmente se refere à mão humana pode ter vários significados. 

Dependendo do contexto, essa palavra pode ser traduzida por “controle”, “liberalidade” ou “poder”. (2 Samuel 8:3; 1 Reis 10:13;Provérbios 18:21) De fato, essa palavra específica é traduzida de mais de 40 maneiras na edição em inglês daTradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas.

Visto que o contexto pode influenciar a forma de se traduzir uma palavra, a Tradução do Novo Mundo usa quase 16 mil expressões em inglês para traduzir uns 5.500 termos bíblicos gregos, e mais de 27 mil expressões em inglês para traduzir cerca de 8.500 termos hebraicos.

Por que as palavras são traduzidas de tantas maneiras? A comissão de tradução concluiu que traduzir o sentido mais apropriado dessas palavras de acordo com o contexto era mais importante do que traduzir literalmente palavra por palavra. Mesmo assim, ao traduzir palavras hebraicas e gregas para a língua-alvo, a Tradução do Novo Mundo tentou, sempre que possível, usar as mesmas palavras ou expressões.

Fica claro que a tradução da Bíblia envolve mais do que simplesmente traduzir uma palavra da língua original sempre da mesma maneira. Os tradutores precisam usar de bom critério a fim de escolher palavras que transmitam as idéias do texto original de modo exato e compreensível. Além disso, em sua tradução, precisam organizar as palavras e sentenças respeitando as regras gramaticais da língua-alvo.

Que dizer das traduções livres?


Os tradutores que produzem o que é comumente chamado de Bíblias parafraseadas, ou traduções livres, tomam liberdades ao traduzir o texto original. Como assim? Eles inserem sua opinião sobre o que acham ser o significado do texto original ou omitem algumas informações do texto. As traduções parafraseadas podem ser atraentes porque são fáceis de ler, mas essa liberdade às vezes oculta ou muda o sentido do texto original.

As traduções parafraseadas podem ser atraentes porque são fáceis de ler, mas essa liberdade às vezes oculta ou muda o sentido do texto original
Veja como a famosa oração-modelo de Jesus é traduzida numa Bíblia parafraseada: “Nosso Pai no céu, revela quem tu és.” (Mateus 6:9, The Message: The Bible in Contemporary Language) Uma tradução mais exata das palavras de Jesus verte assim essa passagem: “Nosso Pai nos céus, santificado seja o teu nome.” Observe também como João 17:26 é traduzido em algumas Bíblias. 

Segundo uma tradução livre, na noite de sua prisão, Jesus orou ao seu pai: “Eu o tornei conhecido a eles.” (Today’s English Version) No entanto, uma tradução mais fiel da oração de Jesus diz: “Eu lhes tenho dado a conhecer o teu nome.” Percebe como alguns tradutores realmente escondem o fato de que Deus tem um nome que deve ser usado e respeitado?

Veja em WickPedia o nome de Deus, preferimos que vc mesmo ache o nome de Deus

Por que é preciso ter cuidado?


Algumas traduções livres da Bíblia ocultam normas de moral contidas no texto original. Por exemplo, a versãoThe Message: The Bible in Contemporary Language diz em 1 Coríntios 6:9, 10: “Vocês não percebem que esse não é o jeito de viver? Pessoas injustas, que não se importam com Deus, não estarão no seu reino. Aqueles que usam e abusam uns dos outros, usam e abusam do sexo, da Terra e de tudo o que há nela, não se qualificam como cidadãos do reino de Deus.”

Compare essa versão com a tradução mais exata que aparece na Tradução do Novo Mundo: “O quê! Não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? 

Não sejais desencaminhados. Nem fornicadores, nem idólatras, nem adúlteros, nem homens mantidos para propósitos desnaturais, nem homens que se deitam com homens, nem ladrões, nem gananciosos, nem beberrões, nem injuriadores, nem extorsores herdarão o reino de Deus.” 

Note que os pormenores descritos pelo apóstolo Paulo sobre exatamente que tipo de conduta deveríamos evitar não são nem mesmo mencionados na tradução livre.

Opiniões pessoais sobre doutrinas também podem influenciar o trabalho de um tradutor. Por exemplo, a Bíblia na Linguagem de Hoje mostra Jesus falando aos seus seguidores: “Entrem pela porta estreita porque a porta larga e o caminho fácil levam para o inferno, e há muitos que andam por esse caminho.” (Mateus 7:13) 

Os tradutores inseriram a palavra “inferno”, apesar de o relato de Mateus usar claramente “destruição”. Por que fizeram isso? É provável que quisessem promover a idéia de que os maus serão atormentados para sempre, não destruídos.

Como escolher a melhor tradução


A Bíblia foi escrita nas línguas comuns de pessoas simples como agricultores, pastores de ovelhas e pescadores. (Neemias 8:8, 12; Atos 4:13) Portanto, uma boa tradução da Bíblia torna a sua mensagem acessível a pessoas sinceras, não importando a sua formação. Uma boa tradução também faz o seguinte:
  • Transmite com exatidão a mensagem original inspirada por Deus. — 2 Timóteo 3:16.
  • Traduz literalmente para a língua-alvo o significado exato das palavras, quando a linguagem e a estrutura do texto original permitem isso.
  • Transmite o sentido correto de uma palavra ou frase quando uma tradução literal da expressão original poderia distorcer ou ocultar seu significado.
  • Usa uma linguagem natural e fácil de entender que incentiva à leitura.


Compartilhe este artigo

PODERÁ TAMBÉM GOSTAR

Mais Populares

 
Copyright © 2016 REVELANDO VERDADES OCULTAS • All Rights Reserved.
Template Design by ORIGINAIS OADM • Powered by Blogger
back to top