RAMIFICAÇÕES ILLUMINATI - MAÇONARIA, ROSA CRUZ, LIONS CLUB, ROTARY CLUB, TEMPLÁRIOS, CAVEIRAS É OSSOS...

MAÇONARIA - Desmascarando esta filial do império das Trevas
império das Trevas

ILLUMINATI - Maçonaria: Ramificações: AMORC, Lions Club, Rotary Club…

Maçonaria: Ramificações: AMORC, Lions Club, Rotary Club, De Molays, Shrines, The Daughters of the Nile (As Filhas do Nilo), Amaranth, Estrela do Oriente, Grotto, Cavaleiros Templários, Rito de York, Rito Escocês, Illuminati, P2, Skull and Bones (Caveira e Ossos), Ordem do Dragão.

Este estudo tem a função de alertar as pessoas sobre o perigo do envolvimento com a Maçonaria, suas gravíssimas implicações espirituais e também tem a função de mostrar os malefícios que esta organização satânica tem trazido ao Brasil e ao mundo.

Convém que tenhamos em mente que estamos lidando com uma organização iniciática e ocultista cujo pai e promotor é o diabo, o pai da mentira. Sendo assim, não é de admirar que seus servos se comportem como seu mestre.

A Finalidade Prática da Hierarquia Maçônica

Um dos pontos marcantes dessa organização diabólica é a hierarquia fundamentada em uma simbologia iniciática ocultista. Quando alguém ingressa na Maçonaria, essa pessoa é iniciada em um processo sistemático a que os maçons denominam rito (de ritual). 

Esta iniciação tem por óbvia finalidade um processo de recrutamento e a inserção do iniciado na hierarquia das lojas maçônicas. 

O objetivo final de tudo isso é a obediência à organização, e a armadilha sedutora é o simbolismo ocultista (mistérios maçônicos) sobre o que toda a curiosidade do iniciado é lançada. 

Julgando estar diante de um belo caminho que o conduzirá a grandes revelações, o iniciado se torna presa fácil desse processo de doutrinamento camuflado por todo um vasto penduricalho de símbolos ocultistas cujo valor espiritual é nenhum. 

Nesses rituais maçônicos há uma série sistemática de juramentos, os quais têm a finalidade de reforçar a submissão do iniciado à organização. 

Desta forma, o iniciado, começando por Aprendiz, é introduzido, como se fosse um soldado, em uma rígida hierarquia onde passa a servir aos interesses da organização maçônica. Veja a seguir a estrutura da organização maçônica.

GRAU 01 - GRAUS SIMBÓLICOS Aprendiz MaçomGRAU


02 - GRAUS SIMBÓLICOS Companheiro MaçomGRAU


03 - GRAUS SIMBÓLICOS Mestre MaçomGRAU


04 - GRAUS INEFÁVEIS Mestre SecretoGRAU


05 - GRAUS INEFÁVEIS Mestre PerfeitoGRAU


06 - GRAUS INEFÁVEIS Secretário IntimoGRAU


07 - GRAUS INEFÁVEIS Preboste e JuizGRAU


08 - GRAUS INEFÁVEIS Intendente dos EdifíciosGRAU


09 - GRAUS INEFÁVEIS Cavaleiro Eleito dos NoveGRAU


10 - GRAUS INEFÁVEIS Ilustre Eleito dos QuinzeGRAU


11 - GRAUS INEFÁVEIS Sublime Cavaleiro Eleito (Ou Grande Escocês)GRAU


12 - GRAUS INEFÁVEIS Grande Mestre ArquitetoGRAU


13 - GRAUS INEFÁVEIS Cavaleiro do Arco RealGRAU


14 - GRAUS INEFÁVEIS Sublime Maçom ou Grande Eleito PerfeitoGRAU


15 - GRAUS CAPITULARES Cavaleiro da Espada ou Cavaleiro do OrienteGRAU


16 - GRAUS CAPITULARES Príncipe de JerusalémGRAU


17 - GRAUS CAPITULARES Cavaleiro do Oriente e do OcidenteGRAU


18 - GRAUS CAPITULARES Cavaleiro Rosa-CruzGRAU


19 - GRAUS FILOSÓFICOS Grande Pontífice ou Sublime EscocêsGRAU


20 - GRAUS FILOSÓFICOS Soberano Príncipe da Maçonaria ou Mestre Ad VitamGRAU


21 - GRAUS FILOSÓFICOS Cavaleiro Prussiano ou NoaquitaGRAU


22 - GRAUS FILOSÓFICOS Cavaleiro do Real Machado ou Príncipe do LíbanoGRAU


23 - GRAUS FILOSÓFICOS Chefe do TabernáculoGRAU


24 - GRAUS FILOSÓFICOS Príncipe do TabernáculoGRAU


25 - GRAUS FILOSÓFICOS Cavaleiros da Serpente de BronzeGRAU


26 - GRAUS FILOSÓFICOS Escocês Trinitário ou Príncipe da MercêGRAU


27 - GRAUS FILOSÓFICOS Grande Comendador do TemploGRAU


28 - GRAUS FILOSÓFICOS Cavaleiro do Sol ou Príncipe AdeptoGRAU


29 - GRAUS FILOSÓFICOS Patriarca das Cruzadas ou Grande Escocês de Santo André.GRAU


30 - GRAUS FILOSÓFICOS Cavaleiro Kadosh ou Areópago Kadosh.GRAU


31 - GRAUS ADMINISTRATIVOS Grande Inspetor Inquisidor ComendadorGRAU


32 - GRAUS ADMINISTRATIVOS Príncipe do Real SegredoGRAU


33 - GRAUS ADMINISTRATIVOS Grande Inspetor da Ordem.


maçonaria graus

Nessa história dois grupos são beneficiados: Homens ímpios, profanos e pagãos, embriagados por ambições de poder, fortemente atraídos por um status enganador que lhes dá a impressão de estar fazendo parte de uma elite, e Satanás e seus demônios, pois quanto mais fundo estiver uma pessoa envolvida no ocultismo, mais facilmente manipulada pelas trevas se torna. 

Essa manipulação tem por objetivo a destruição espiritual do ser humano, contra quem o diabo nutre ódio mortal. Tem também a finalidade de recrutar homens e mulheres a fim de que sirvam a Satanás em seu propósito de ser adorado através da figura da Besta, assunto já tratado em outros artigos e para o qual retornaremos quando formos demonstrar como a Maçonaria serve a propósitos mais abrangentes de Lúcifer.

É evidente que o diabo não pode contar com homens que realmente amem a Deus a fim de levar a cabo seus intentos. Por isso recruta homens ímpios, egoístas, amantes de si próprios, ambiciosos, arrogantes, idólatras e pagãos através da Maçonaria. 

Posteriormente, a organização, fundamentada em princípios satânicos, sistematicamente os doutrina fazendo-os acreditar que são "homens de bem e de bons costumes" e uma "elite benfeitora", como é frequentemente anunciado em suas publicações e sutis propagandas. 

Agora, pergunto: Baseados em que se consideram "homens de bem"? Vamos analisar algumas palavras que repetem entre si como um credo religioso:

"Quais as condições individuais indispensáveis para poder pertencer à maçonaria? Crer na existência de um princípio Criador, ser homem livre e de bons costumes, ser consciente de seus deveres para com a Pátria, seus semelhantes e consigo mesmo, ter uma profissão ou ofício lícito e honrado que lhe permita prover as suas necessidades pessoais e de sua família e a sustentação das obras da Instituição." (De um website maçom)

- "Crer na existência de um princípio criador". Isto não significa absolutamente nada aos olhos de Deus e não faz da pessoa um verdadeiro homem de bem. 

Crer em um "princípio criador", ser ateu, ou indiferente dá no mesmo. 

Ouça o que diz a Bíblia:

"Crês, tu, que Deus é um só? Fazes bem. Até os demônios crêem e tremem." Tiago 2:19

O que realmente faz diferença aos olhos de Deus é isto:

"Eu sou a videira, vós, os ramos. Quem permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer." Senhor Jesus Cristo, João 15:5

Embora os maçons o neguem até com veemência, a realidade é que qualquer referência ou mesmo a pronúncia do nome do Senhor Jesus Cristo é fortemente desencorajada nas lojas maçônicas, e isto pode ser compreendido se atentarmos para as palavras do Senhor:

"Pois todo aquele que pratica o mal aborrece a luz e não se chega para a luz, a fim de não serem argüidas as suas obras." João 3:20

- "Ser homem livre e de bons costumes". 

Muitos não compreendem porque neste segmento do credo maçom foi colocada esta frase: "ser homem livre". Isto significa que o maçom não pode estar comprometido com nada que possa vir a interferir com seus deveres e obrigações para com a organização. 

E isto inclui não estar comprometido com o Evangelho do Senhor Jesus Cristo, pois, por tudo o que já dissemos e demonstramos, o compromisso com a Maçonaria é incompatível com o compromisso com o Senhor Jesus Cristo. 

O objetivo do cristão é servir aos interesses de Seu Senhor, os objetivos do maçom é servir aos interesses diabólicos da Maçonaria.

"Participa dos meus sofrimentos como bom soldado de Cristo Jesus. Nenhum soldado em serviço se envolve em negócios desta vida, porque o seu objetivo é satisfazer àquele que o arregimentou." 2 Timóteo 2:3,4

Compartilhe este artigo

PODERÁ TAMBÉM GOSTAR

Mais Populares

Seguir por E-mail

 
Copyright © 2016 REVELANDO VERDADES OCULTAS • All Rights Reserved.
Template Design by ORIGINAIS OADM • Powered by Blogger
back to top