Mostrar mensagens com a etiqueta SOCIEDADE. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta SOCIEDADE. Mostrar todas as mensagens

O Alto Preço do Materialismo e a Idiotização


Nesta animação o psicólogo Tim Kasser discute como a cultura do consumismo prejudica o nosso bem-estar e aponta para soluções que prometem um mundo justo, sustentável e mais saudável.

image
Reflita e entenda; porquê a sociedade está em um processo deliberado de Idiotização e Desumanização em massa...


Estamos nesse processo de idiotização há bastante tempo.
Faz parte de uma agenda política e, embora alguns tenham acordado, a maioria pensa que esse processo se dá apenas através da mídia.
É implementado com mais vigor, nos ambientes feitos para educar
( escolas e universidades ).

Uma geração idiotizada e robotizada pela própria "inteligência".
Todos estão a serviço de um Sistema de marionetes; são quase todos iguais e fazem quase todos a mesma coisa.

Existe um esforço deliberado por parte do governo que é comandado pelas grandes CORPORAÇÕES, para idiotizar a "massa".

Na própria internet há um série de artigos sérios, comprovando que produtos encontrados nos alimentos, nas bebidas e nos medicamentos consumidos regularmente pela população têm um efeito negativo e direto sobre a saúde física e cognitiva.

Dentre muitos podemos citar os pesticidas, transgênicos, flúor, aspartame, glutamato monossódico, alumínio e o mercúrio que é encontrado nos alimentos industrializados e nas vacinas compulsórias, degenerando assim, os neurônios e calcificando a glândula pineal.

Muitos terão dificuldade, até mesmo de compreender este vídeo! 
Uma população idiotizada é algo desejável? ...

Adolf Hitler certa vez disse:

"Que sorte para os líderes quando os homens não pensam."
Somos muito mais que o "sistema"; podemos mudar.
Diga NÃO à tudo isso e empenhe-se em despertar a massa adormecida, que também é vítima desse sistema nefasto.

Afinal somos todos UM!


As pessoas estão presas ao Medo!
Temos medo de tudo, o tempo todo.
Como se não pudéssemos fazer nada.
O Medo é um gás paralisante!
( Eduardo Galeano )

Vença o Medo!

CRÉDITOS
VÍDEOS
The High Price of Materialism
CGI VFX Animated Short HD 'iDiots'
ESCRITO POR
Tim Kasser
ILUSTRADO POR
Anthony Maughan
NARRADO POR
Bruno Bártulitch
MÚSICAS
Dangerous trip - Bruce
Where to go - No Time - Petite Viking
Jamendo
TEXTO e EDIÇÃO
Photo Amaral
Continue lendo...

Força militar não é o caminho para combater o terrorismo no mundo

Força militar não é o caminho

Especialista em Estratégia Internacional Geopolítica da FGV – Fundação Getúlio Vargas de São Paulo – acredita que o uso da força militar para combater ataques terroristas só vai agravar o radicalismo islâmico.

Em entrevista para a Rádio Sputinik, o professor Antonio Gelis explica que o grande problema hoje é impedir o crescimento de pequenos grupos radicais que estão surgindo em decorrência de uma série de vazios geopolíticos no mundo. “Juntamente com o crescimento do antissemitismo que temos visto na Europa, nós também temos paralelamente o crescimento da islamofobia, que são dois cânceres, a que a sociedade europeia precisa pôr fim imediatamente”.
Segundo o professor, ao invés da solução militar, o mais importante agora é reintegrar países como Somália, Iraque, Síria, Líbia, Afeganistão e Paquistão, oferecendo dentro da comunidade internacional espaços de negociação, recomposição e programas de incentivo econômico, enfraquecendo assim o poder que se fragmentou em tais regiões e que está nas mãos de grupos radicais.
Antonio Gelis chama a atenção ainda sobre o recrutamento de jovens pelo terrorismo. “Uma boa parte dos jovens islâmicos até certo ponto da vida não teve vínculo qualquer com o radicalismo religioso, porém, sem perspectiva de vida, eles entram na criminalidade, como no caso dos irmãos Kouachi, na França, e acabam sendo recrutados por grupos radicais que estão dentro do próprio sistema prisional europeu”.
O grande problema apontado pelo especialista é que desde a resposta inicial dada aos ataques nas torres gêmeas do World Trade Center, em Nova York, em 2001, o Ocidente está seguindo uma estratégia equivocada de iniciar guerras que acabam por gerar uma grande instabilidade sem solução nas regiões de conflito. “A raiz de tudo isso está nas áreas de caos, e enquanto isso não for resolvido a chance de acabar com o extremismo é bem pequena”, analisou.
Como um exemplo a ser seguido, Antonio Gelis aponta a República da Chechênia. A região passou por duas guerras, mas após a implantação de um grande projeto político e acima de tudo de reinserção econômica, o país foi totalmente reintegrado de forma positiva na Federação da Rússia.


Fonte: Voz da Russia
Continue lendo...

Código de Defesa Do Consumidor - Saiba sobre seus Direitos, não seja enganado!

CodigoDoConsumidor
O presente Código estabelece normas de proteção e defesa do consumidor, de ordem pública e interesse social, nos termos dos artigos...

Saiba sobre os seus direitos, não seja enganado, tenha como abito consultar os seus direitos antes de fechar algum negocio, isso lhe poupara de possíveis problemas .



Veja aqui os seus direitos, e grátis : http://www.scribd.com/doc/97184386/Codigo-de-Defesa-Do-Consumidor
Continue lendo...

Homem é um animal social e que sua sociedade está em constante transformação.

sistema-solar-planetas-e-sol-REALINHAR
Admite-se que o homem é um animal social e que sua sociedade está em constante transformação.

Embora essas mudanças ocorram muito rapidamente, talvez, de uma geração para a outra, é possível registrarem-se historicamente grandes mudanças sociais que marcaram época.

Os períodos de transformações mais marcantes estão relacionados com as grandes descobertas ou com as revoluções nos paradigmas vigentes.

A revolução tecnológica e industrial se iniciou com o domínio do fogo e das técnicas de agricultura, causando as primeiras grandes renovações no comportamento social do ser humano. 

A agricultura fixou o homem em pontos estratégicos, garantindo uma subsistência mais duradoura. Ao desfrutar de interesses comuns, ele se organizou socialmente e passou a defender com mais empenho o seu território.

As descobertas da imprensa, da máquina a vapor, do motor a combustão, do rádio, do cinema, do telefone, da televisão, do computador entre outras, provocaram transformações vultosas exigindo novas sistemáticas de organização para o trabalho e para a hierarquia da sociedade. 

Essas conquistas instrumentalizaram o homem, permitindo que ele multiplique sua força, amplie sua velocidade, economize seu tempo, difunda suas idéias, divulgue seus costumes e, enfim, concretize seus sonhos.

A revolução dos paradigmas científicos que ocorreu em épocas diversas, repercutiu também no comportamento e nos costumes das sociedades humanas.

René Descartes separa definitivamente o corpo da alma. Copérnico desmistifica a Terra como sendo centro do Universo. 

Galileu Galilei visualiza com lunetas os planetas e seus satélites, e inaugura a experimentação científica sistematizada. 

Charles Darwin desloca o homem do centro da criação e descobre como se hierarquiza o desenvolvimento da vida na Terra. 

Isaac Newton descreve as leis fundamentais do movimento e da atração e repulsão entre os corpos, descobrindo a Lei da Gravidade, e Albert Einstein disseca a anatomia da luz, expõe a relatividade do tempo e do espaço, e identifica a matéria como energia condensada.

Através da ciência, o homem se transforma, reinterpretando o mundo onde vive, modificando suas relações com o meio ambiente e com o seu semelhante.

Por outro lado, enquanto ser social, o Homem tem sempre um comportamento político. É através da política que ele estabelece e impõe a hierarquia de poderes.

Esse poder tem sido exercido quase sempre de maneira autoritária, centralizadora, subjugando povos inteiros e manipulando a consciência humana, impondo regras para os costumes e os comportamentos sociais.

Mesmo assim, e apesar disso, o livre-arbítrio e a liberdade individual têm sido o ideal e a esperança desejada por todos os povos e, sempre que essas condições deixaram de ser respeitadas, ultrapassando-se o grau de liberdade, o direito de cada um e as tradições de cada povo, o Homem se aviltou e a suja sociedade sucumbiu.

Talvez angustiado pela sua fragilidade e perplexo diante da Natureza que o cerca, o Homem desenvolveu um caráter místico e transcendente. 

Ao criar suas tradições e crenças religiosas, ele estabeleceu regras que disciplinaram a ética e a moral, fazendo-o distinguir o comportamento certo do errado e o objeto sagrado do profano.

Porém, a maioria das Religiões que deveriam abrir a mente humana favorecendo as conquistas espirituais para todos, quase sempre, se constituíram em doutrinas sectárias que estabeleceram limites rígidos de liberdade física e psicológica. E, quase todas, criaram um sistema de troca de favores com Deus ou com suas Divindades, ignoraram o princípio de Igualdade entre os Homens perante Deus, estabelecendo um sistema hierárquico entre seus sacerdotes e uma escala de privilégios entre seus seguidores.

Por isso, ainda hoje, o fanatismo religioso serve de argumento para oprimir e segregar a mulher nos países muçulmanos, para separar em dezenas de grupos o mesmo povo na Índia, ou para guerrear e matar na Palestina.

Na atualidade, uma transformação social profunda através da religião só ocorrerá quando cada um por si mesmo realizar sua reforma interior. 

O Homem terá que desenvolver sua segurança através da sua autoconfiança. Ele terá que se libertar das amarras culturais e dos preconceitos, de mitos e crendices, e dos estigmas sociais. Ele terá que saber que pode aprender de tudo, mas só deverá vivenciar o melhor.

Ele terá que evoluir por experiência própria e decidir por si mesmo os seus caminhos e as suas companhias. Suas relações com seus semelhantes e com o meio onde respira a vida deverão ser de cordialidade, de cooperação, de parceria solidária uns com os outros.

Por enquanto, o Homem ainda vive e convive com os mesmos costumes primitivos que colocam uns contra os outros, na disputa do poder, na ostentação de valores materiais ou na permissividade de vícios ou paixões sem limites.

Nas últimas décadas, transformações sociais gigantescas e rápidas ultrapassaram qualquer previsão calculada e atropelaram qualquer controle político ou cultura.

Curiosamente, ao lado de ganhos tecnológicos espantosos, o Homem atual vive um paradoxo de perdas morais. Dispondo de conhecimentos para alimentar todos os que têm fome, ele se sacia à fartura, aumentando a mortalidade pela obesidade por comer demais. 

Contando com pílulas para controlar a concepção, ele descontrola a licenciosidade sexual e aumenta o número de adolescentes grávidas. Conhecendo as drogas que sanearam a loucura, esvaziando os hospícios, aumentam os que consomem drogas na rua, exigindo, pela violência, que os que são sadios se tranquem em casa para não morrerem.

Decodificando o DNA para identificar com precisão a paternidade, desconhecemos qualquer código moral que nos oriente no que fazer com milhares de embriões de proveta, que permanecerão sem pais.

Mesmo conhecendo os primores da técnica cirúrgica que embeleza, optamos, muitas vezes, por matar um feto mal-formado.

O mesmo "Laser" que "opera" na sala de cirurgia, para salvar vidas, é usado para matar nas "operações de guerra".

A Televisão que difunde cultura e divertimento, ensina as técnicas para matar, os golpes para roubar, as mentiras para enganar, estimula o sexo sem compromisso e exalta a família dissoluta, desunida, sem raízes, e que debocha das tradições.

O computador hoje está no endereço de todas as casas, a Internet destina a correspondência a todos os cantos da Terra, mas o Homem parece que perdeu o endereço da suja consciência, do seu Deus e possivelmente do seu futuro.

Permanecemos com a mesma fragilidade de antes porque sabemos escrever apenas a estória do nosso ontem, já desvendamos milhões de anos sobre o nosso comportamento social, na mais remota antiguidade e nos dias contemporâneos, mas somos incapazes de determinar com certeza como será nosso próximo minuto, e menos o nosso amanhã.



Nas últimas décadas, transformações sociais gigantescas e rápidas ultrapassaram qualquer previsão calculada e atropelaram qualquer controle político ou cultura.


Continue lendo...

Como parar de absorver energia negativa de outros

parar de absorver energia negativa de outros
Você sentiu sua vida inteira como se você tenha deixado as pessoas, apenas para descobrir que estão levando mais do que você queria dar. Você ama as pessoas, é claro, mas você não quer que elas se aproveitem de você. Você sente sua dor, e você é profundamente empático, mas nunca parece que o seu fim do negócio é muito bom.



Na verdade, a maior parte do tempo em torno de outros acaba fazendo você se sentir pior. Isso não é bom, e vem com o território de ser "aberto" à dor de outras pessoas. Há maneiras de evitar que isso aconteça, e isso significa ensinar a si mesmo como proteger o seu mundo interior. Aqui estão algumas coisas para lembrar quando fora neste grande mundo amplo que ajudará a protegê-lo dos presentes de outros que não foram dadas com bom gosto.



Você deve aprender a dizer não
Há regras por uma razão, assim como são moral e crenças gerais. Eles estão lá para descrever claramente como as pessoas devem atuar em determinado local. Quando as pessoas não seguem essas regras, então eles são convidados a sair ou a serem levados. Isso é o mesmo para você: você deve aprender a desenhar uma linha em sua própria areia proverbial para que as pessoas saibam o que podem e não podem fazer. Ao sempre dizer sim ao que for solicitado, você é facilmente usado e, na maioria das vezes, manipulado. Você não precisa dizer não a tudo o que todo mundo pede de você, mas você pode ser claro sobre as coisas que você simplesmente não pode dizer sim. E depois fique com eles.



Todos não podem ser felizes
Não importa o quão difícil você possa tentar, todos não estarão satisfeitos com suas ações. Às vezes, o pensamento mais bem intencionado acaba por ser tomado do jeito errado porque essa pessoa está em sua própria cabeça. Isso não tem nada a ver com você - e você deve se lembrar disso. Curvar-se para trás para todas as pessoas só vai drenar sua energia, e você nunca terá a chance de se tornar feliz. Ao prestar atenção ao que você precisa e ao que faz sentido para você, e não para outros, você pode facilmente navegar pelas águas de empatia e simpatia.



Deixe aqueles que estão te prejudicando
Não vale a pena aguentar alguém que esteja constantemente exigindo seu tempo e amor. Sempre tentar resolver os problemas de alguém tira de suas próprias necessidades, especialmente se você tem problemas próprios. Uma vez que alguém vê que você está sempre ao seu alcance, eles continuarão aproveitando. Não haverá mudança até que você os deixe ir. Não precisa ser para sempre, mas é necessário um intervalo no mínimo. Coloque a energia que você está dando de volta à sua própria vida, e você verá o quanto você está melhor.



Sair
Ao nos entregar rupturas na natureza, estamos meio a reiniciar o sistema proverbial. Estamos chamados a fazê-lo, mesmo que vivamos nos lugares mais removidos. Se você está se sentindo sobrecarregado com as decisões que você fez, é melhor sair e tirar uma pausa de tudo. Deixe o telefone em casa e passeie na floresta. Dirija para o seu jardim ou parque local e assuma-se. Ou saia uma bicicleta e percorra um pouco. Você verá sua mente mudando de direção rapidamente.



Seja responsável por você mesmo
Outras pessoas não estão lá para viver sua vida. Até seus pais não eram. Você ainda era você, até aos dois anos de idade. Então, tome a responsabilidade pela sua própria vida e não transmita as decisões que você faz aos outros. Você tem o poder de fazer suas próprias mudanças, e esse poder é enorme. Não fique a viver de acordo com os padrões que lhe foram dados por pessoas que nunca tiveram o seu melhor interesse em mente. Use o julgamento que o levou a um lugar de bem-estar no passado, e vá adiante sem os colisões que desejam derrubá-lo.



Fonte: Ocupação diária
Continue lendo...

A REBELIÃO CONTRA AS REDES SOCIAIS

A Rebelião contra as Redes Sociais
Este texto é extenso e é uma reflexão pessoal sobre a educação em meu país. Eu sou educador e conheço minhas responsabilidades. Sou educador por que sou pai e não professor! São coisas absolutamente distintas e eu jamais permitiria que um professor educasse minhas filhas. Também é uma reflexão quanto aos avanços tecnológicos dos últimos tempos e seu impacto na educação. Sou uma das pessoas mais entusiasmadas com a tecnologia e já sonhei em realizar projetos que tornassem a vida das pessoas melhores. Porém, existe uma abismo entre o que as pessoas necessitam e o que elas querem de fato. Poderíamos estar vivendo ao menos cento e cinquenta anos a frente se Rudolf Diesel, Nikola Tesla, Paul Pantone, Eugene Mallove, Stanley Meyer e tantos outros nomes fossem mais discutidos nas universidades e seus trabalhos não tivessem sido desprezados. Estou longe de acreditar na existência de uma rede conspiratória porque há outras razões para que esses nomes sejam desconhecidos atualmente.


Especificamente, escolhi registrar sobre o uso de uma tecnologia muito popular atualmente: o Facebook! Tenho de fazer uma correção antes por que, pelo meu histórico, haverão muitos acreditando que sou crítico desse instrumento. Estão errados! Acho as redes sociais uma revolução. São excelentes ferramentas para Networking, aproximar pessoas de soluções, e até como vantagem quanto ao tempo e o custo que podem economizar. As redes realmente são o que as pessoas fazem delas e esse é o fator que as torna uma ameaça a felicidade de seus usuários. Conheço pessoas que mudaram de vida e conquistaram uma liberdade financeira apenas por utilizarem melhor as redes e também conheço pessoas que reconstroem um estado de frustração todos os dias apenas ao acessar seus perfis. Em resumo, as redes, como o Facebook, não são boas ou más, o uso delas pode trazer satisfação ou desilusão. Por alguma razão exótica, a maioria das pessoas escolhe se destruir dia após dia.


Excluindo-se as pessoas que fazem das redes sociais o seu ganha pão, não é necessário muito exercício racional para perceber que quanto mais uma pessoa mergulha nesse oceano de vazio existencial, mais frustração acumulam. Suas vidas se tornam diluídas em uma ilusão de realidade onde cada um tenta fazer do seu momento um registro de falsa felicidade. A vida com as redes poderia ser muito mais simples e prazerosa. Consigo ver uma esposa que auxilia seu marido perdido no centro de São Paulo a encontrar seu destino apenas com a ajuda do Whatsapp. Vejo tantas coisas maravilhosas que um simples celular é capaz de fazer para melhorar a vida das pessoas, porém, vejo as pessoas cada vez mais infelizes com tanta praticidade ao seu alcance. É a falta de educação que nos condena a essa armadilha. Nem os cientistas da atualidade estão mais preocupados em melhorar a vida das pessoas. Seus projetos agora são voltados a responder a esse consumo ávido de ilusões. Não se projetam mais veículos de baixo custo que não agridem o meio ambiente. O foco agora são os instrumentos que facilitam a comunicação das pessoas. E como é essa comunicação hoje? Uma aberração jamais pensada pelos futuristas mais pessimistas como Adous Huxley ou George Orwell.

Destruindo a linguagem, aniquilamos o pensamento. Aniquilando o pensamento, destruiremos a raça humana. Não será uma catástrofe que nos apagará desse mundo. Será nossa incapacidade de nos comunicar... Por excesso de comunicação!! Desisti de ser professor por que entendi (e não sou o único), que o sistema educacional contemporâneo está emburrecendo os alunos. Mesmo com tudo o que aprendemos sobre o funcionamento do cérebro humano (e ainda é pouquíssimo), existem pedagogos abestados que querem trazer para a sala de aula as redes sociais, a internet, o tablet... Isso não é avanço! É criar um muro de dependência, matar a criatividade, construir uma sociedade colmeia e, dessa forma, sim, patrocinar um mundo onde uma elite domina toda uma massa. Não existe (ainda) um grupo de pessoas más conspirando para que todos sejam burros para que ao final possam dominar tudo... As pessoas estão fazendo isso a si mesmas. Estão construindo os muros físicos da própria prisão que já existe emocionalmente.

Nossa existência nesse mundo se resume a aproximadamente 631.756,8 horas. Sobre um terço disso, cerca de 210.585,6 horas não temos controle algum por que é o tempo que dedicamos ao sono responsável pela manutenção do nosso cérebro. Do restante, uma absurda fração das 421.171,2 horas, nós trocamos por dinheiro por que é o tempo que vendemos a um empregador. Numa situação normal, e para uma mulher, seria equivalente a 263.232 horas que ela também não possui controle algum, pois vendeu esse tempo a alguém. Adicione-se a isso o tempo dedicado as tarefas domésticas, a própria higiene, aos desperdícios diários no trânsito ou filas e chega-se a um total assustador de horas restantes de vida ociosa que poderia ser empregada para a conquista real da liberdade humana, ou seja, livrar-se da necessidade de estar presa a um ciclo sem controle. E é exatamente nessas horas restantes onde se gasta, pelo menos, 30% em relações improdutivas nas redes sociais, outros 20% (senão mais) em programas inúteis da televisão e talvez mais uns 40% na dedicação a atividades que não agregam nada de fato, como preocupar-se com os outros. Isso em nada ajuda aos "outros" também.

Tempo e Cérebro são os dois patrimônios mais preciosos de que dispomos. Parte do nosso tempo nós vendemos por que não capacitamos nosso cérebro. Parte importante do nosso tempo é dedicado as "atualizações" em perfis e compartilhamentos sem reflexões. Nesse ponto retorno ao fator educação por que as crianças atuais são como as de todas as eras, ou seja, copiam os hábitos dos adultos. Se uma criança vê sua mãe (ou pai) passar mais tempo com os dedos sobre um ecrã de um celular do que folheando as páginas de um livro, que tipo de adulto estarão os pais modelando? Se um professor estimula seus alunos a realizarem pesquisas em telas de computador e a digitar as informações para gravar em um disco rígido de computador, qual será o aprendizado real que o aluno obterá em seu cérebro? Nosso cérebro retém informações quando as gravamos nele e isso se obtém com a leitura e a escrita (manual!). Por que alunos que sempre obtiveram notas excelentes durante todo o tempo em que estiveram se preparando nas escolas são reprovados no vestibular e na vida profissional? Por que apenas se preparam para as provas, mas não experimentam o conhecimento de fato.

As redes sociais também causam uma crise na identidade das pessoas. Quem somos de fato, já que precisamos ser tantas personagens expostas ao público? Por que, afinal, é tão importante que a minha rede saiba como acordei, como estou me sentindo ou o que estou sentindo? Que personagem sou hoje quando acordo e tenho necessidade de fazer um post? Não há nada de ruim em se ter um celular, pelo contrário! Não há nada de ruim em se possuir contatos e estar conectado a eles, mas por que realmente o indivíduo sente essa necessidade? É o vazio... A lista de objetivos de uma pessoa viciada em redes sociais, por exemplo, é subjetiva! É mais fácil diluir-se no oceano que ser uma gota única. Ser extraordinário ou diferente parece ser solitário e isso assusta muita gente. É um medo tolo, pois é impossível estar só ou realmente ser solitário nos dias atuais. Geralmente solidão sentem as pessoas que, mesmo rodeadas pelos outros, não se encaixam no contexto, só que isso é muito fácil de solucionar. Difícil é resolver a solidão das pessoas dependentes de uma rede social para se sentirem menos ansiosas. Sua felicidade é uma lâmpada que se apaga quando se sai da rede e depois se acende no retorno. Isso não é felicidade. É ilusão de alegria!

As evoluções tecnológicas não foram bem administradas por nós. Não estamos mais inteligentes e nossa vida não se tornou melhor graças a elas, apenas estamos incrivelmente mais ocupados em virtude da incapacidade de melhor nos servirmos delas. Dificilmente essa reflexão irá mudar a opinião de quem já está dependente de uma dessas redes. Mas, ainda assim, eu faço um desafio a quem teve a disposição de ler esse registro até o final: fiquem três dias sem usar nenhum desses instrumentos, utilizem o celular apenas para sua função precípua, desliguem a televisão assim que o seu programa preferido terminar e descubram o que fazer (de melhor) com o tempo que lhes restará. Com certeza, alguém mais criativo decidirá ter um momento de diálogo com alguém de seu círculo de afeição e isso resultará em algo mais prazeroso do que a degeneração da linguagem habitual nas redes. Não vale ficar olhando o celular enquanto se está dialogando, isso é um insulto para o interlocutor, mesmo que este também seja um viciado em redes.

FONTE: TA NA NET 
Continue lendo...

Você pode detectar qualquer psicopata procurando esses 10 avisos

Você pode detectar qualquer psicopata procurando esses 8 avisos
Um psicopata é alguém que manipula completamente todos e tudo ao seu redor para servir seus próprios meios. Eles podem aparecer como encantadores e amigáveis ​​no início, mas quanto mais tempo você estiver ao seu redor, você começa a ver suas cores verdadeiras. Essas pessoas vão fazer tudo e qualquer coisa para obter o que eles querem, independentemente de como isso afeta seus pares.
-
A emoção não é nada para eles, e eles constantemente procuram maneiras e pessoas que podem beneficiá-los. Nem todos os psicopatas têm todas essas qualidades, mas, se alguém que você conhece, de fato, tenha algumas dessas tendências, você pode querer assistir.
-
Essas 10 qualidades o ajudarão a determinar se alguém que você conhece pode ser apenas um psicopata:
-
1). Tudo é uma mentira. Eles vão mentir para você e para os outros sobre qualquer coisa, se isso lhes dá uma falsa sensação de poder. Não só um psicopata mentira, eles são tipicamente bons nisso. Eles estão sempre procurando encontrar uma maneira de se tornarem melhores e escolherão um cenário que faça exatamente isso.
-
2). Os psicopatas geralmente não seguem o estereótipo de Hollywood. Muitas vezes, são pessoas que parecem ser carismáticas e acessíveis. Quando você os conhece pela primeira vez, eles podem sair tão amáveis, charmosos e inteligentes.
-
3). Eles atraem as pessoas para atender às suas próprias necessidades. Os psicopatas são muitas vezes obcecados com eles mesmos e com qualquer tipo de relação que eles possuem, geralmente há uma segunda instância que os beneficia.
-
4). Tudo o que dá errado é geralmente culpa de outra pessoa. Essas pessoas não assumirão a responsabilidade por suas ações e estão sempre procurando responsabilizar alguém. Eles torcerão e manipularão a história até encontrarem que são completamente inocentes, e muitas vezes eles ficam tão envolvidos em sua própria mentira que realmente acreditam nisso.
-
5). Seu único valor são eles próprios. Isso liga um pouco ao número 3. Eles só estão preocupados com eles próprios e com o seu próprio bem-estar. Nem sequer lhes ocorre pensar em qualquer pessoa ao seu redor que possam doer, ou pisar no processo.
-
6). Em suas mentes, eles são melhores do que qualquer um que eles conhecem. Os psicopatas normalmente olharão para baixo para qualquer um que eles encontrem. Eles se sentem superiores em todos os aspectos, e olham para todos os outros como "juiz-juiz". Eles não vão ouvir nada que alguém diga acreditar que eles já sabem tudo o que há para saber. Às vezes, você terá um sentimento subconsciente de que você precisa ultrapassar, quando de fato não há impressionantes.
-
7). Os psicopatas são rápidos em atacar. Eles geralmente se irritam rapidamente, especialmente se eles estão sendo acusados ​​de algo. Em vez de racionalmente pensar e falar, eles vão repreender e atacar você; Muitas vezes pode até se tornar pessoal, nada a ver com a acusação original. Às vezes você terá uma sensação de medo quando estiver com eles.
-
8). Há sinais de inconsistência em suas vidas. Essas pessoas são muitas vezes as que estão pulando constantemente de trabalho para emprego, ou mesmo entre diferentes casas. É fácil detectar furos em suas histórias, afinal, é difícil manter-se com tantas mentiras.
-
9). Os psicopatas não conhecem sentimentos de empatia ou culpa. Isso é amarrado de novo para não sentir emoção para com os outros e se preocupar com eles mesmos. Eles raramente expressam remorso e não se arrependem pelo que eles fizeram. Eles não se desculpam, porque sentem que nada é culpa deles. É natural que os seres humanos sintam empatia em relação a outro, mas os psicopatas não o farão.
-
10). Eles muitas vezes estão quebrando regras ou mesmo a lei. O código moral não é nada para eles. Muitas vezes, eles tendem a não aderir a leis ou éticas. Um psicopata muitas vezes violará os direitos dos outros para seu próprio ganho. Essas pessoas irão dizer-lhe que nunca mentirão nem enganarão seu rosto, mas se virar e fazê-lo para outra pessoa, diretamente na sua frente.
-
Este artigo foi inspirado pelo fantástico conteúdo encontrado aqui.
Continue lendo...

As Conseqüências Espirituais do Consumo de Álcool

Conseqüências Espirituais do Consumo de Álcool 02
A indústria de cerveja, vinho e bebidas espirituosas está em todo o lado. Uma parte insubstituível de culturas em todo o mundo e uma gigantesca fonte de receita para empresas multinacionais, você pode escolher "amarrar um" em qualquer lugar do mundo, desde a cidade mais grande até a cidade pequena mais aborrecida.
-
Enquanto quase todos os que beberam álcool experimentaram seus efeitos físicos sob a forma de uma ressaca, e as suas conseqüências não físicas? Como o aumento do consumo de álcool leva a maiores taxas de depressão, doença e suicídio, quais são as conseqüências espirituais de beber?
-
A origem do "álcool" do mundo mostra alguma luz sobre isso. Vindo da palavra árabe "al-kuhl", um  espírito comendo corpo . A partir desta mesma palavra base vem a palavra inglesa "ghoul", um demônio que escolheu comer corpos humanos (vivos ou mortos). Os vestígios deste ainda podem ser vistos hoje em nosso termo para álcool destilado: espíritos.
-
Nossa tecnologia moderna para destilação de álcool vem do árabe "alambique", ou pot ainda, originalmente usado em atividades alquímicas. Originalmente chamando seu líquido destilado de "água da vida", os alquimistas antigos entenderam que o álcool poderia ser usado para  extrair a essência dos seres vivos, como as plantas, e armazená-los indefinidamente. Embora o álcool já seja consumido como entretenimento em todo o mundo, esse uso original dá mais contexto para o que acontece quando nos entregamos: estamos sacrificando um pouco de nossa vida, nossa essência, no processo.
-
Na verdade, muitos especialistas espirituais modernos têm uma visão profunda do que acontece quando bebemos: Diluindo a nossa essência eterna, abrimos a porta para todo tipo de espíritos malignos, dando-lhes entrada em nossos corpos (e provocando o comportamento notoriamente ruim Que intoxicado pode encorajar). Esses comportamentos incomuns sob a influência do álcool podem ter mais a ver com o  espírito que o  corpo .
-
Embora seus efeitos físicos sejam bem conhecidos - deprimindo o sistema nervoso, matando células do fígado e do cérebro, enfraquecendo o sistema imunológico e muito mais - o álcool ainda é amplamente anunciado e promovido por fabricantes de todo o mundo. Dirigindo a uma enorme quantidade de mortes em todo o mundo, direta ou indiretamente, devemos nos perguntar: quem é que quer que continuemos bebendo? E o que eles podem ganhar com o consumo de álcool?
-
Olhando para as lições de nossos antepassados ​​e as idéias de nossos homens e mulheres sagrados modernos, talvez seja hora de nós dar uma olhada em quem é que nos está encorajando a beber. Representado como o símbolo de diversão e emoção e juventude, prejudicando indivíduos e famílias de muitas maneiras, não é hora de pedir o fim do consumo e promoção de massa do álcool? Eu, por um lado, optei por abster-me do álcool - e encontrei apenas coisas boas na minha vida por causa disso.
-
Vamos ficar juntos nesta, e caminhar bravamente para um futuro mais significativo do que nosso presente.
-
Inspirado por um artigo originalmente encontrado aqui
Continue lendo...

As pessoas que desejam o tempo sozinho são muito mais inteligentes do que pensam

As pessoas que desejam o tempo sozinho são muito mais inteligentes do que pensam
É comum saber que ter uma vida social ativa é uma maneira infalível de ser mais feliz e mais satisfeito com a vida. Se você é um introvertido como eu, porém, esse conselho pode não soar verdadeiro. Por quê?
-
Todos nós "recarregamos nossas baterias" de diferentes maneiras. No entanto, pesquisadores do British Journal of Psychology publicaram um artigo que mostra que a inteligência, a densidade populacional e a amizade desempenham um papel na realização da felicidade e da satisfação com a vida.
-
No artigo, os pesquisadores concentraram-se nas proporções dessas três variáveis ​​para "destacar a utilidade de incorporar perspectivas evolutivas no estudo subjetivo do bem-estar". Dito de outra forma, nossa sociedade avançou para um lugar onde os objetivos simples (comida, abrigo e proteção) já são providenciados - deixando a porção mais talentosa e voltada para a frente da população em busca de algo maior, uma busca que pode Ser dificultado por gastar muito tempo em torno de outras pessoas.
-
Essencialmente, quanto mais tempo as pessoas mais inteligentes do estudo passaram em torno de outros, menos satisfeitas se tornaram com suas vidas.
-
Os pesquisadores concluíram que as pessoas que classificam a extremidade extremadamente alta do teste de QI geralmente não encontrarão uma qualidade de vida ou felicidade aumentada, associando mais e, mais frequentemente, com amigos e conhecidos.
-
Acontece que o estereótipo do "gênio recluso" pode não estar muito longe da realidade do que realmente torna a vida mais valiosa para os altamente inteligentes.
-
Se você é o tipo que gosta de trabalhar sozinho, em seus próprios projetos, e não sente a maior necessidade de socializar o maior número de pessoas ao seu redor - não se preocupe. O solitário pode ser apenas o mais esperto do grupo, trabalhando diligentemente para levar a todos a um futuro melhor.
-
Este post inspirou um artigo brilhante encontrado aqui .
-
FONTE: ewao
Continue lendo...

O LADO ESCURO DA HIPNOSE

Implantação de falsas memórias e manipulação mental para assassinar e molestar.
HIPNOSE O LADO ESCURO01
Até agora, em 2017, os serviços de emergência Madrid teve de intervir para ajudar uma mulher que não podia acordar em um show de hipnose , um advogado norte-americano foi condenado a 12 anos de prisão para hipnotizar seus clientes a abusar sexualmente de -los, e ele deu a polícia britânica divulgou um vídeo de um assalto cometido com a hipnose de segurança. No outro lado, a desclassificação de Janeiro de 2017 milhões de documentos da CIA revela que a agência de espionagem está experimentando com o lado negro desta técnica desde os anos 60 . nossas mentes pode ser cortado através deste método da sugestão?
-
Estávamos na expectativa. Como todos nós retrogressive ocorre na hipnose. Mergulhar na mente de uma testemunha, tentando recuperar a memória de uma experiência paranormal faltando depois de um tempo, sempre estimulante. Psicólogo e hipnotizador Javier Akerman, Servet Clínica de Vigo, já havia colaborado com a gente em casos anteriores com resultados impecáveis. Ao meu lado, o pesquisador excepcional Carlos G. Fernández foi indução hipnótica com a mesma concentração como a mim mesmo.
-
Nós tinha interrogado os dois protagonistas do caso há muito tempo. José Luis Pérez e Rodrigo Freitas, ambos professores de artes marciais, tinha sofrido um incidente bizarro em Janeiro de 1996 . Eles voltaram pela auto-estrada Madrid no sentido de Vigo quando a borda de uma da manhã e Benavente passado, Rodrigo sentiu "algo" percorreu sua espinha: "Foi como quando se aproximar de uma tela de televisão e I afofou o cabelo; ele pareceu-me que eu tinha uma aranha ou um bug na parte de trás ". Isso acendeu a luz interior do carro para examinar a volta, mas não viu nada incomum. Imediatamente, José Luis notó exatamente o mesmo que o seu companheiro, e apenas em seguida, ambos perceberam que algo havia mudado em torno dele . Como já relatado, de repente, a estrada de asfalto foi mais irregular de um segundo antes, e em ambos os lados da estrada enormes montanhas rosa. Eles não sabia onde eles estavam. Mas a confusão ficou preocupado quando viu uma placa de sinalização na estrada. "Ele colocou que estávamos a 53 quilômetros de Monforte de Lemos em Lugo. Tínhamos viajado 200 km em segundos ", afirmou José Luis.
-
Os dois professores de artes marciais estavam em um lugar conhecido como San Martiño viaduto, uma rota rodoviária nacional e muito remoto que levaria los para Vigo . Felizmente, conseguimos para convencê-los a submeter-se a sessão de hipnose regressiva com a intenção de explorar o "tempo perdido". No entanto, testemunhas não se lembrava de quaisquer fatos adicionais, e simplesmente repetiu, mais ou menos, o que eles nos disseram no estado de vigília. Hipnose, realizada com rigor, não tem falsear ou criar memórias que não existem ...
-
Nem todos são facilmente hipnotizáveis . sugestão hipnótica envolve concentração e atenção, confiança, inteligência, segurança, etc., nem todos possuem em igual medida. Em 2004, a Universidade de Virginia (EUA) realizou uma pesquisa científica sobre a hipnose, segundo a qual as pessoas "altamente hypnotizable" têm diferenças estruturais em seus cérebros. tribuna cérebro desses sujeitos teve um 31,8% maior. " Isto é, "a parte do corpo caloso do cérebro envolvida na alocação de atenção e transferência de informações para o córtex pré-frontal."
-
Com base precisamente na primeira detecção de uma diferença fisiológica entre pessoas com diferentes graus de capacidade de entrar em um estado hipnótico, a revista Scientific Americanpublicou outra pesquisa fascinante. Desta vez, os indivíduos do estudo foram divididos em dois grupos: um composto de indivíduos altamente sugestionáveis e o outro não. No início, eles foram hipnotizados e, em seguida, eles tanto assistiu a um filme. Depois que os pesquisadores induziram uma amnésia pós-hipnótica (PHA) do grupo que consiste de pessoas sugestionáveis, causando detalhes esquecimento do filme, que só retornam à mente quando você ouve a palavra 'recuperação'.
-
Uma semana depois, eles se encontraram todos os voluntários para avaliar suas memórias do filme. O grupo Hypnotized conseguido muito piores resultados. Indivíduos que não foram hipnotizadas lembrado detalhes e tinham níveis mais altos de atividade nos lobos occipitais e as regiões do lobo temporal esquerdo responsáveis para visualização e análise de cenários. Mas quando os membros do primeiro grupo receberam pós-hipnótica de comando "recuperação", sua atividade nos lobos temporal e occipital esquerda aumentou no mesmo nível do grupo não sugestionáveis, e memórias como bem.
-
Continue lendo...

PODERÁ TAMBÉM GOSTAR

Mais Populares

 
Copyright © 2016 REVELANDO VERDADES OCULTAS • All Rights Reserved.
Template Design by ORIGINAIS OADM • Powered by Blogger
back to top