Mostrando postagens com marcador Simbologia. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Simbologia. Mostrar todas as postagens

22 março 2017

A Face Oculta da Numerologia

A Face Oculta da Numerologia

Você sabia que a data do seu nascimento e o número da sua residência têm grande influência sobre os acontecimentos que cercam a sua vida? E que o seu futuro pode ser influenciado pelos números? Pois é justamente assim que creem os seguidores da numerologia, conhecidos como numerólogos. As perguntas que nos vêm à mente são: “O que significam os números? Para que servem? Podem, afinal, influenciar as nossas vidas?”.

Os estudiosos, desde épocas remotas, vêm atribuindo aos números valores filosóficos e religiosos. Através dos números e dos séculos, pensadores e místicos têm expressado seus ideais e conceitos. Na Bíblia, muitas vezes os números aparecem como símbolos, mas não podemos dizer que todos os números nas Escrituras são simbólicos. O costume de atribuir algum significado aos números vem do Oriente.
O dicionarista Aurélio define o termo numerologia da seguinte maneira: “estudo da significação oculta dos números e da influência deles no caráter e no destino das pessoas”. Entre os judeus místicos, a Cabala1, baseada principalmente na simbologia dos números, é cultivada com afinco. Os cabalistas recorrem a um processo chamado gematria (vocábulo grego que significa geometria: ‘medida da terra’. A gematria consiste em atribuir às letras valores numéricos e tirar deste princípio múltiplas conseqüências).
De acordo com o livro “Dicionário de religiões, crenças e ocultismo”, a numerologia é um “sistema ocultista que atribui valores específicos e significados aos números para se determinar o futuro ou conhecer os mistérios do universo físico”.2
A origem da numerologia
É longo o caminho que a numerologia percorre, tanto na filosofia como no ocultismo. Suas origens apontam para Pitágoras3 como sendo o pai dessa atividade. E Platão a incrementou com seus conceitos universais. “O fato de que a natureza (os minerais, a flora, a fauna…) se apresenta ao homem com certa regularidade, simetria ou harmonia, fez que desde remotas épocas os homens tendessem a ver nos números o elemento básico ou o fundamento de toda a realidade: ‘Os números são os princípios das coisas’, dizia Pitágoras; por conseguinte as leis dos números seriam as leis do universo”.4
Devido à harmoniosa sucessão do dia e da noite, das quatro fases da lua, dos sete dias da semana, das quatro estações do ano, da simetria das partes e dos membros do corpo humano, e também da seqüência dos anos, o homem foi conduzido à simbologia e à mística dos números.
O que na verdade Pitágoras fez foi relacionar a realidade aos números. Assim, podemos dizer, em primeiro lugar, que os números têm a chave para a explicação da realidade e, em segundo, que eles são a própria essência da realidade. Como dissemos anteriormente, Platão tomou as lições básicas de Pitágoras identificando seu sistema de idéias e conceitos relacionado aos números. “Ele trabalhou com os conceitos de limitado, não-limitado, determinado, não-determinado. Platão era matemático e, naturalmente, deixava-se atrair por uma teoria que se relaciona à própria realidade”.5
Raciocinando com a numerologia
De acordo com esse estudo, valores numéricos são atribuídos às letras. Um exemplo disso seria que a letra “a” valeria 1 e a letra “z”, 26. As principais funções dessa “matemática” é calcular o valor numérico do nome de uma pessoa junto com a data do seu nascimento. “Por exemplo, Jesus é: J (10), E (5), S (19), U (21), S (19). A adição desses valores é 74. Esse número é reduzido da seguinte forma: 7+4 = 11 e 1 + 1 = 2”.6 Se considerarmos o fato de que o nome Jesus no grego é Iesous, esta colocação fica sem nexo, pois o nome Iesous contém oito letras, o que fornece outro valor numérico.
O mesmo acontece com as datas de nascimento. Suponhamos que o cálculo da data de nascimento de uma pessoa do dia 30-04-80 fosse: 30 + 4 + 1 + 9 + 8 + 0 = 52. A redução desse número seria 5 + 2 = 7. Então, o número dessa pessoa seria 7. Seria a partir desse número que os numerólogos interpretariam a vida de tal pessoa. É seguindo essa forma de raciocínio que muitos estudiosos atribuem o número 666 (associado ao anticristo) às letras do nome César Nero. Existe alguma verdade nessa teoria? É um caso que precisa ser analisado.
Místicos por todo o mundo têm feito previsões baseadas na numerologia, e muitas delas, concidentemente, têm-se cumprido, tornando este método popular entre uma grande parcela da população que busca conhecer aquilo que está por vir. Tais pessoas, no entanto, ao interessar-se pelos acontecimentos futuros visam apenas resolver seus problemas amorosos, financeiros e profissionais. Na verdade, não estão nem um pouco preocupadas em saber sobre as coisas espiritualmente saudáveis reservadas para elas.
Como podemos ver, o assunto é sério, e precisa ser analisado à luz da Palavra de Deus.
A numerologia à luz da Bíblia
Reconhecemos que certos números na Bíblia possuem significado especial, mas isso não quer dizer que devemos exagerar a respeito. O caso dos 153 peixes de João 21.11 vem sendo explorado por toda a história da Igreja. Outro exemplo de controvérsias e especulações são as setenta semanas de Daniel (Dn 9.25-27), bem como a frase “um dia para o Senhor é como mil anos” (Sl 90.4). É uma atitude totalmente sem nexo impor uma interpretação simbólica a estes números.
Sempre houve muitas especulações em torno dos números na Bíblia. Ao que tudo indica, o único número da Bíblia que de fato pode receber interpretação simbólica é o 666: “Aqui há sabedoria. Aquele que tem entendimento, calcule o número da besta; porque é o número de um homem, e o seu número é seiscentos e sessenta e seis” (Ap 13.18).
Seja qual for a maneira usada pelo homem para praticar a adivinhação é abominação diante de Deus. Vejamos o que diz Deuteronômio 18.10-12: “Entre ti não se achará quem faça passar pelo fogo a seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro, nem encantador, nem quem consulte a um espírito adivinhador, nem mágico, nem quem consulte os mortos. Pois todo aquele que faz tal coisa é abominação ao Senhor; e por estas abominações o Senhor teu Deus os lança fora de diante de ti”. Levítico 19.31 também tem algo a dizer a respeito: “Não vos virareis para os adivinhadores e encantadores; não os busqueis, contaminando-vos com eles. Eu sou o Senhor”.
O castigo para o praticante da adivinhação, conforme rezava a lei, era a morte: “Quando, pois, algum homem ou mulher em si tiver um espírito de necromancia ou espírito de adivinhação, certamente morrerá, serão apedrejados; o seu sangue será sobre eles” (Lv 20.27).
De acordo com o que diz a Bíblia, um dos motivos que levou Saul à morte foi justamente o fato de ele ter recorrido à adivinhação: “Assim morreu Saul por causa da transgressão que cometeu contra o Senhor, por causa da palavra do Senhor, a qual não havia guardado; e também porque buscou a adivinhadora para a consultar” (1Cr 10.13). Samuel, ao contrário de Saul, havia desterrado todos os adivinhos (Samuel temia o Senhor 1Sm 28.3,9).
O povo de Israel praticava adivinhações e foi duramente advertido pelo profeta Isaías: “Quando, pois, vos disserem: Consultai os que têm espíritos familiares e os adivinhos, que chilreiam e murmuram: Porventura não consultará o povo a seu Deus? A favor dos vivos consultar-se-á aos mortos?” (Is 8.19).
No Novo Testamento, encontramos o caso de uma jovem que tinha um espírito de adivinhação. Tal espírito, no entanto, foi expulso pelo apóstolo Paulo. O registro desse acontecimento encontra-se em Atos 16.16-18. Vejamos o que diz o texto: “E aconteceu que, indo nós à oração, nos saiu ao encontro uma jovem, que tinha espírito de adivinhação, a qual, adivinhando, dava grande lucro aos seus senhores. Esta, seguindo a Paulo e a nós, clamava, dizendo: Estes homens, que nos anunciam o caminho da salvação, são servos do Deus Altíssimo. E isto fez ela por muitos dias. Mas Paulo, perturbado, voltou-se e disse ao espírito: Em nome de Jesus Cristo, te mando que saias dela. E na mesma hora saiu”.
Claro está que a prática de adivinhação é terminantemente condenada por Deus!
Vivemos diariamente com pessoas que crêem em adivinhações. Para que suas vidas sejam transformadas, precisamos mostrar-lhes a verdade da Palavra de Deus. Somente assim poderemos convencê-las de seus erros.
Em relação a esse assunto, para que não caiamos nas armadilhas do inimigo, devemos defender a fé que uma vez nos foi dada (Jd 3). Fica aqui, então, lançado o desafio. Será que estamos dispostos a fazer pela verdade o que os numerólogos fazem pela mentira?
cacp


Continue lendo...

04 março 2017

ILLUMINATI O PODER OCULTO SUA SIMBOLOGIA POR TODO O MUNDO

 

Illuminatis, Esteja ciente, de quais são os símbolos maçônicos, que estão ao redor do Mundo.

SAIBA TA NA NET REVELANDO VERDADES OCULTAS

Portanto, se alguém de vós tiver falta de sabedoria, persista ele em pedi-la a Deus, pois ele dá generosamente a todos, e sem censurar; e ser-lhe-á dada. 6 Mas, persista ele em pedir com fé, em nada duvidando, pois quem duvida é semelhante a uma onda do mar, impelida pelo vento e agitada. 7 De fato, não suponha tal homem que há de receber algo de Deus; 8 ele é homem indeciso, instável em todos os seus caminhos Tiago 1:5-8

http://feeds.feedburner.com/SaibaTananet

 

00000 ILLUMINATIS PODER OCULTO

Continue lendo...

19 janeiro 2017

NOVA ERA, SIMBOLOGIA E SEUS SIGNIFICADOS




SÍMBOLOS MAIS UTILIZADOS PELOS ADEPTOS DA NOVA ERA E PELO OCULTISMO.

Muitas vezes, compramos roupas, bijuteria, joalharia, peças de artesanato, literatura, artigos de decoração, etc, que contêm estes símbolos, quer de modo explícito ou implícito e nem temos a noção do que realmente estamos trazendo à nossa vida.

Embora não sejamos supersticiosos e não se trata aqui de uma questão de superstição, mas os símbolos apresentados nas imagens abaixo, não são isentos, nem inofensivos no âmbito espiritual, na medida em que acreditamos terem sido consagrados, por quem os inventou, a forças ocultas, ao mundo sobrenatural.

Por conseguinte, quem os usa ou os traz para dentro de casa, assume perante entidades da Nova Era, que estes podem acuar livremente naquele ambiente ou pessoa. É como se fossem uma porta aberta para atrair influências.

Os símbolos abaixo são iconografias utilizadas pelos adeptos da Nova Era e são utilizados por ocultistas para confundir as pessoas. Encontramos esses símbolos em marcas de roupas, em logomarcas de empresas, em desenhos, em filmes e nos mais variados meios que seus defensores se utilizam para aumentar o número de seus adeptos.

É importante tomarmos conhecimento sobre esses símbolos, que muitas vezes temos como inofensivos, mais que na verdade é uma forma de consagração as entidades ocultistas.

Abaixo você poderá analisar as interpretações que tem sido atribuídas aos respectivos símbolos acima demonstrados nas imagens, vejam:

666: O número 666 é conhecido pelos cristãos como o número do anti-cristo, que surgirá na terra para governar o mundo, conforme encontramos em Apocalipse 13:8. Para a Nova Era este número tem qualidades sagradas e por isso, deveria ser usado com maior frequência possível para representar a Nova era.
Símbolo da Besta

Anarquia: Promove a destruição de toda e qualquer organização que não queira se integrar ao novo sistema da Nova Ordem Mundial. Usado inicialmente pelos grupos Punk, actualmente os grupos heavy metal também já aderiram.
ANARQUIA

Arco-Íris: O Meio Arco-Íris é um dos símbolos mais usados pela a Nova Era, sendo considerado o seu símbolo principal. Representa a ponte entre a alma humana individual e a “Grande Mente Universal” ou “Alma Universal”, que é Lúcifer.

Também é considerado como “Ponte Mental” entre o homem e as energias cósmicas e a cidade de Shambala, governada por Lúcifer. Na Bíblia Sagrada, o arco-íris é o símbolo da Aliança entre Deus e o Seu povo.
Arco-íris


Besouro: Símbolo que mostra que a pessoa que o usa tem poder e influência dentro do satanismo.
BESOURO


Cabeça de Bode: É um símbolo de zombaria e escárnio em oposição ao cordeiro de Deus que é Jesus Cristo.
CABEÇA DE BODE
Casal Transpessoal: Símbolo do fim do casamento representado pela letra ómega, última letra do alfabeto grego. Os adeptos da Nova Era dizem que o ser humano não se deve ligar oficialmente a nenhuma família, mas deve ficar sempre livre para procurar outros parceiros.

CASAL TRANSPESSOAL

Círculo com Ponto: Este sinal é a bandeira de Lúcifer. O círculo representa o planeta Terra como reino de Satanás. O ponto são os homens e sua divinização, instrumentos ao serviço deste reino; o símbolo da energia, que segundo eles, emana para todo o ser.

SIGNO DE LUCIFER
Corno: Usado em colares, pulseiras, brincos e todo o género de bijutaria ou joalharia, simboliza o afastamento de fluídos negativos, tais como o mau olhado, olho gordo, inveja, etc.
CORNO 2


Cornos: Usado por artistas ligados à música e pelos seus fãs. Simboliza o louvor em rituais satânicos.
CORNO


Cruz com Laço: Representa o desprezo pela virgindade, troca de parceiros conforme a escolha pessoal. O movimento Nova Era ensina que a sexualidade é a parte que purifica o ser humano, eleva o espírito e embeleza o corpo. É a volta ao paganismo antigo, cujos “deuses” promoviam as danças com barulho excessivo, as orgias, a prostituição ritual, etc.
CRUZ COM LAÇO


Cruz de Nero: É uma cruz de cabeça para baixo, também chamada de “pé-de-galinha”. Simboliza a “verdadeira” paz sem Cristo. O pé-de-galinha é uma cruz com os braços partidos e caídos. O círculo representa o inferno. Na década de 60 foi usada pelos hippies; também foi símbolo de ecologia no mundo, pois representa uma árvore de cabeça para baixo. É, também, usado pelos satanistas. Afirmam que a haste quebrada para baixo representava da derrota do Cristianismo. Foi na idade média que este símbolo passou a ter vínculo com Satanás. O ateu britânico, Bertrand Russell, usou-o como símbolo da Paz no final da década de 50 e os movimento hippies também usaram-no na década de 60. Hoje é usado pelos grupos de rock, heavy metal e black metal.
CRUZ DE NERO



Cruz Invertida: Usado por grupos de Rock e adeptos da Nova Era, é uma ridicularização da cruz de Cristo. É usado também em rituais satânicos. 
Cruz Satânica: Ou cruz da confusão. O nome por si já traduz o que significa, qual o seu uso, e objectivo.

CRUZ INVERTIDA
Cruz Suástica: Para o movimento Nova Era simboliza o movimento cósmico. A sua conotação é bastante associada à pessoa de Adolf Hitler e seu movimento nazista que dizimou milhões de seres humanos na Segunda Guerra Mundial.

SUASTICA

A cruz suástica é inspiração de Chamberlain, um vidente satânico e conselheiro de Hitler. Foi ele que inspirou a Hitler as ideias de um reino de terror e poder.

A palavra vem do sâncrico svasti “boa fortuna”.



Usado desde a antiguidade pelos hindus e budistas para representar felicidade e salvação.
É um símbolo do oculto que foi usado na Teosofia desde a época da sua fundadora Helena Petrovana Bbravastky, e pelos satanistas.
Foi adoptado por Adolf Hitler, em 1920, como símbolo do nazismo.
  
Estrela de Cinco Pontas: As duas pontas para cima, significam Lúcifer e seu reino; duas pontas para baixo, significam o homem como deus, no lugar de Deus.
É símbolo de adoração a Satanás já estabelecido em várias partes do mundo. Alguns conjuntos musicais de “Rock” adoptam este símbolo para garantir sucesso.

Fita Entrelaçada: Significa que a vida é entrelaçada, continuando em outras encarnações. Também representa o pacto de sangue entre os adeptos da Nova Era, envolvendo pessoas ou organizações.
Fita entrelaçada Sem Fim

Lua e Estrela: Muito comum em roupas, adereços e acessórios decorativos e infantis e também em centros espíritas. Simboliza poder para transportar através do cosmos.
LUA E ESTRELA

Mancha: É uma gota de sangue para escarnecer do sangue redentor de Jesus Cristo.
MANCHA

Neptuno: Simboliza a transformação das crenças. A cruz para baixo significa que todas as crenças serão destruídas para que o planeta Terra seja governado por Maitreya o “Novo Messias”.
Neptuno

Olho de Lúcifer: Simboliza o olho de Satanás vendo tudo e chorando por aqueles que estão fora do seu alcance (judeus e cristãos principalmente). 
Pirâmide: É tida como elemento que capta a energia cósmica e beneficia as pessoas dando sorte nos negócios.
Olho de Lúcifer

Plutão: Simboliza a união planetária, construção da Aldeia Global, é o novo nascimento do planeta Terra com a união sem fronteiras, acima de credos, cor e raça. Simboliza também a “paz universal “dentro da nova era.
Urano

Raio: É o reconhecimento do poderio de Satanás, senhor, Satã, e a disposição de estar a seu serviço. É também utilizado em marcas de roupas.
Raio

Sociedade Teosófica: No alto, a cruz suástica, que simboliza o movimento cósmico; no centro a estrela de David, que representa os processos de involução e evolução; dentro da estrela a cruz com laço, símbolo de perversão sexual, contra a pureza sexual criada por Deus. E, em volta a serpente que representa Satanás.
SS: Usado por grupos nazistas e grupos de Rock também em roupas, crachás, tatuagens, etc. Simboliza o louvor e invocação de Satanás.
Sociedade Teosófica

Unicórnio: É o símbolo da liberdade e promiscuidade sexual. O Unicórnio medieval é um símbolo de poder, o que o chifre essencialmente expressa, mas também de luxo e de pureza.
Unicórnio

Urano: Simboliza o amor à natureza que se expressa através dos movimentos ecológicos. Urano é a harmonia com o cosmos, adoração à deusa Gaia (personificação da Terra), a que chamam o “Lado feminino de Deus”.
URANO02

Sociedades secretas, símbolos e seus significados

Maçonaria

Símbolo relacionado a ordem maçônica. Que se mostra os símbolos dos construtores com o esquadro e o compasso para aprumar os fatos e moldar a História.

A Maçonaria é um religião que tem como deus GADU" Grande Arquiteto Do Universo", um deus não identificável, dado que os seus membros consideram o deus de cada religião como sendo GADU.

Que os Serve com a sua luz os tornando homens iluminados, ricos etc...


Concluindo. as provas de que a maçonaria é totalmente pagã e adora a satã é que:

A maçonaria cultua a um deus conhecido como GADU. que é o deus de todas as religiões.



Ou seja para a maçonaria, os deuses egipicios, hindus, mulçumanos, babilônicos, gregos, romanos, católicos, espíritas, mulçumanos etc. São todos adorados como sendo manifestação do GADU.
GADU 02GADU MAÇONARIA
Peixinho do Cristianismo

Peixinho Símbolo do Cristianismo?

Então... antes de Cristo já existia um deus dos filisteus que se chamava Dagom que tinha o corpo de peixe e o rosto de braços e pernas de peixe ao qual se pode ver na imagem com o numero 1.

Na imagem numero 2 vemos um sacerdote do deus dagom que entrava aspergindo água benta diante no templo e ambos cultuavam o sol.

Na imagem 3 vemos o uso de um chapéu idêntico ao do sacerdote de dagom porem esse é um papa. nem vou falar nada tire você mesmo as suas conclusões. agora sobre o símbolo do peixinho. como símbolo do cristianismo. pode ser sim mas cuidado que a igreja católica foi a única forma de cristianismo durante 1500 anos e esse período foi conhecido como era das trevas porque será? responda para você mesmo.


Baphomet
Baphomet -- "Os gnósticos sustentavam que ele [o agente universal] compunha o corpo ígneo [respeitante ao fogo] do Espírito Santo, e era adorado nos ritos secretos do Sabá ou do Templo sob a figura hieroglífica do Baphomet ou o bode hermafrodita de Mendes." [Pike, op. cit. pg 734, Ensinos do Vigésimo Oitavo Grau; ênfase adicionada]

Esse símbolo foi criado por um dos maiores satanistas e maçons de todos os tempos, Eliphas Levi.

Ao longo dos tempos, tem sido reconhecido como um dos mais malignos de todos os símbolos.

Olhando atentamente para o Baphomet, você verá que a ênfase está no sexo, pois esse ser é andrógino - macho e fêmea ao mesmo tempo - observe que ele tem seios de mulher e um falo [um pênis] ereto.

Na verdade, duas serpentes estão entrelaçadas em volta do falo ereto, que é estranhamente grande.

Esse ser tem a cabeça do "Bode Chifrudo", outro título para Satanás.

No livro Masonic and Occult Symbols Illustrated, o Dr. Burns diz, "Em um livro sobre feitiçaria, The Complete Book of Withcraft and Demonology... a legenda diz que ele é 'o deus cornífero dos feiticeiros, o símbolo do sexo encarnado'" [pg 51].

Observe ainda que o Baphomet está fazendo o sinal da tríade do Diabo com sua mão direita. "Baphomet é também conhecido como bode sabático, em cuja forma Satanás deve ser adorado nos sabás dos feiticeiros." [Frank Gaynor, Dictionary of Mysticism, Nova York, Philosophical Library, 1953, pg 24].

Em seguida, descobrimos que Baphomet é aprovado oficialmente como símbolo da Igreja de Satanás [The Occult Emporium, Winter, 1993-1994, pg 54] e que a figura está no manto vestido pelo sacerdote de Satanás [Ibidem, 1990-1991, pg 26].

RUNAS

RUNAS
Runas é um alfabeto ocultos usados pelas sossiedades secretas e satânicas e que foi e são muito usadas e estão presente na história da Humanidade.

Esta é a criação mítica das Runas, na qual o sacrifício de Odin (que logo depois foi ressucitado por magia) trouxe para a humanidade essa escrita alfabética antiga, cujas letras possuiam nomes significativos e sons também significativos, e que eram utilizadas na poesia, nas inscrições e nas adivinhações, mas que nunca chegaram a ser uma língua falada.

Segundo a Wikipédia
As runas são um conjunto de alfabetos relacionados que usam letras características (também chamadas de runas) e eram usadas para escrever as línguas germânicas, principalmente na Escandinávia e nas ilhas Britânicas.

Em todas as suas variedades, as runas podem ser consideradas como uma antiga forma de escrita da Europa do Norte.

A versão escandinava que também é conhecida como Futhark (derivado das suas primeiras seis letras: 'F', 'U' 'Th', 'A', 'R', e 'K'), e a versão Anglo-saxónica conhecida como Futhorc (o nome também tem origem nas primeiras letras deste alfabeto).

As inscrições rúnicas mais antigas datam de cerca do ano 150, e o alfabeto foi substituído pelo alfabeto latino com a cristianização, por volta do século VI na Europa central e no século XI na Escandinávia.

Contudo, o uso de runas persistiu para propósitos especializados, principalmente na Escadinávia, na área rural da Suécia até ao início do século XX (usado principalmente para decoração e em calendários Rúnicos).

Além do alfabeto, a cultura germânica antiga possuía um calendário, cujo ano se iniciava no dia 29 de Junho, representado pela runa Feob. Mais descrições de símbolos vejam:






























Vejam mais sobre este assunto em: Simbologia  Demônios Satanismo

Veja Materias relacionadas com simbolismo:
Símbolos da Nova Era e seus significados - 01

Símbolos da Nova Era e seus significados - 02
Continue lendo...

Mais Populares

 
Copyright © 2016 SAIBA TANANET • All Rights Reserved.
Template Design by ORIGINAIS OADM • Powered by Blogger
back to top