CARTA ABERTA A TODOS OS MAÇONS, ESPECIALMENTE ÀQUELES QUE SE CONSIDERAM CRISTÃOS

MAÇONARIA E EVANGELICOS

A Bíblia é muito específica sobre quase todos os tipos de comportamento humano, para que Deus possa nos proteger de nós mesmos e da impiedade que há no mundo. As Escrituras trazem mandamentos muito claros que proíbem o homem cristão de ingressar em qualquer sociedade secreta. Não é possível ser membro da Maçonaria e um servo fiel do Senhor Jesus Cristo ao mesmo tempo.
A maior parte deste artigo baseia-se em livros que foram publicados por editoras maçônicas e que eram muito secretos antigamente. Seguimos a recomendação bíblica atentamente, comparando os ensinos maçônicos com a Bíblia Sagrada. Em 1 João 4:1, encontramos este mandamento a todos os cristãos: "Amados, não deis crédito a qualquer espírito, antes provai [testai] os espíritos se procedem de Deus, porque muitos falsos profetas têm saído pelo mundo fora." Assim, vemos que qualquer ensino religioso que não se conforme com as Escrituras é proveniente de um "falso profeta".
Esse exercício não é vão, pois é sua alma preciosa que está em jogo. Finalmente, lembre-se de duas coisas sobre a Maçonaria: 1) Os maçons de graus superiores mentem para seus colegas maçons, pois eles "merecem ser enganados"; 2) As explicações dadas a 95% de todos os maçons estão erradas. Veja esta citação de um autor maçom, Carl Claudy: "Remova a casca exterior e encontre um significado; remova aquele significado e encontre outro; abaixo dele, se você cavar ainda mais, encontrará um terceiro, um quarto - quem poderá dizer quantos ensinos?" Você aprendeu muitas mentiras, conforme demonstraremos nos nossos muitos artigos. Finalmente, lembre-se, da audaz afirmação de Albert Pike em seu livro Morals and Dogma [leia a resenha] que, "A Maçonaria é idêntica aos antigos mistérios", o que significa que todos seus ensinos em todos os livros são exatamente o mesmo que os mistérios antigos, pagãos e satânicos!
Pedimos que você separe um tempo para ler nossos artigos para que finalmente saiba a verdade de Jesus Cristo, o Deus do Universo, a quem os maçons chamam de "deus inferior" e nunca mencionam em seus ensinos e rituais. Oramos fervorosamente para que o Espírito Santo ilumine sua mente, coração e alma com o conhecimento do verdadeiro Deus, e somente do verdadeiro Deus, da Bíblia Sagrada.
Mandamentos Bíblicos Que Proíbem a Participação em Sociedades Secretas
"Declarou-lhe Jesus: Eu tenho falado francamente ao mundo; ensinei continuamente tanto nas sinagogas como no templo, onde todos os judeus se reúnem, e nada disse em oculto." [João 18:20]
Em toda a Escritura, somos instruídos a imitar Jesus Cristo, e a seguir seu exemplo. Assim, como Jesus Cristo nunca fez nada em segredo, somos também instruídos a nada fazer em segredo. O caminhar do cristão verdadeiro deve ser o mais transparente possível.
No entanto, na Maçonaria, os iniciados são forçados a fazer os juramentos mais terríveis em segredo. Falaremos sobre eles em instantes. Primeiro, vamos examinar o mandamento que Jesus deu sobre os juramentos: Observe que Jesus Cristo proibiu expressamente que qualquer um de seus discípulos faça qualquer tipo de juramento, pela terra ou pelos céus.
"Eu porém vos digo: De modo algum jureis; nem pelo céu, por ser o trono de Deus; nem pela terra, por ser estrado dos seus pés; nem por Jerusalém, por ser a cidade do grande Rei; nem jureis pela tua cabeça, porque não podes tornar um cabelo branco ou preto. Seja, porém, a tua palavra: Sim, sim; não, não. O que disto passar, vem do maligno." [Mateus 5:34-37]
Se esse mandamento de Jesus fosse seguido, evitaria totalmente que qualquer cristão ingressasse na Maçonaria. Jesus deixa bem claro que está falando sobre juramentos, e por uma razão muito boa. As sociedades secretas surgiram na antiga Babilônia e no Egito, mais de 1.000 anos antes do nascimento de Jesus. Essas sociedades desenvolveram o mesmo tipo de segredo elaborado, protegido por juramentos e apertos de mão secretos que a Maçonaria emprega atualmente, e pela mesma razão: se a pessoa comum em qualquer sociedade soubesse o que essas sociedades secretas estavam realmente adorando e o que estavam realmente planejando, exigiriam a supressão pública das sociedades secretas. Preste atenção agora nas últimas palavras de Jesus na passagem mencionada: "Seja, porém, a tua palavra: Sim, sim; não, não. O que disto passar, vem do maligno." Portanto, esses juramentos secretos "vêm do maligno"! No fim deste artigo, veremos o quão maligna a Maçonaria realmente é.
Revisemos agora um desses juramentos, feito na iniciação de um novo maçom. Qualquer homem que conheça as Escrituras citadas anteriormente, deveria, neste ponto da sua iniciação, recusar-se a dizer estas palavras e cair fora do recinto da loja. Veja este terrível juramento:
"Compromisso e Punição de um Maçom Aprendiz: 'Sempre guardarei e nunca revelarei as artes, partes ou pontos dos mistérios ocultos... sob a pena de ter minha garganta cortada de um lado a outro, minha língua arrancada e meu corpo enterrado nas areias da praia.'" [Duncan´s Masonic Ritual, págs. 34-35, com a figura deste sinal, na pág. 17]
clip_image002Obviamente, esse terrível juramento viola a Bíblia Sagrada de Deus, em pelo menos duas formas. Primeiro, o mandamento de Jesus, mencionado anteriormente, de nunca fazer algum tipo de juramento é claramente violado. Segundo, esse juramento secreto viola João 18:20, também citado anteriormente. Finalmente, esse juramento viola simbolicamente o corpo, o que somos proibidos de fazer! Veja: "Acaso não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que está em vós, o qual tendes da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos? Porque fostes comprados por preço. Agora, pois, glorificai a Deus no vosso corpo." [1 Coríntios 6:19-20]
Obviamente, esse tipo de juramento de sangue glorifica a Satanás, não a Deus! O apóstolo Paulo enfatizou o fato que, na Segunda Aliança de Jesus Cristo, Deus habita no corpo do crente, exatamente como antigamente ele habitava no Templo em Jerusalém. "Se alguém destruir o santuário de Deus, Deus o destruirá; porque o santuário de Deus, que sois vós, é sagrado." [1 Coríntios 3:17] Qualquer homem que faça esse juramento de sangue oferece-se voluntariamente para a destruição física, se algum dia ele revelar o que aprendeu como maçom. Assim, todo maçom, se cristão, simbolicamente destrói seu templo, em violação direta às Escrituras!
Agora, vamos retornar ao assunto de fazer juramentos, e aqui você encontrará que a Bíblia proíbe totalmente os juramentos e a adesão a compromissos: "Não estejas entre os que se comprometem e ficam por fiadores de dívidas." [Provérbios 22:26] Novamente, verificamos que, se uma pessoa conhece bem a Bíblia, e a aplica em sua vida, nunca seria levada pela natureza enganosa da Maçonaria. Assim que descobrisse os juramentos sangrentos que precisa fazer, os apertos de mão secretos que precisa aprender e praticar, e simples fato de a Maçonaria ter segredos profundos que receia tornar públicos, o cristão imediatamente sairia da loja, e nunca mais colocaria seus pés ali. Além disso, ele gritaria a pleno pulmões, que a Maçonaria não é, nunca foi e nunca será cristã.
Vamos revisar algumas citações que demonstram a natureza anticristã da Maçonaria, novamente permitindo que suas próprias palavras contem a história:
Albert Pike, falando sobre a criação por um Deus criador. "...a existência não pode mais deixar de ser e nada pode deixar de não ser. Dizer que o mundo veio do nada é propor um absurdo monstruoso." [Albert Pike, Legenda, Vigésimo Oitavo Grau, "Lecture From Father Adam", pág. 109]
Você compreendeu essa afirmação? Pike declara que é "um absurdo monstruoso" acreditar em um Deus criador, que pode criar algo a partir do nada. Portanto, Pike e a Maçonaria estão dizendo que todo o relato bíblico sobre a criação é totalmente errado e é, portanto, um "absurdo monstruoso"!
Novamente, você pode ver que a Maçonaria não pode ser cristã. Fiel a sua natureza enganosa, ela afirma ser cristã para os cristãos que estão nos graus inferiores, onde os maçons livremente admitem que mentem para seus próprios irmãos, mas nos graus mais elevados, a Maçonaria ensina o oposto; que a Bíblia está toda errada e, quando fazem isso, não podem ser cristãos.
Desejamos apresentar mais um exemplo de como a Maçonaria INVERTE totalmente o relato bíblico da criação. Abordaremos esse relato mais completamente no próximo artigo sobre a inversão de significados, mas incluímos esta citação aqui para que você possa ver conclusivamente que a Maçonaria NÃO É cristã, de forma alguma.
Novamente, falando sobre o relato do Gênesis sobre a criação e o Jardim do Éden, vemos Albert Pike afirmar que Adão e Eva tiveram um tempo muito difícil, até comerem do fruto proibido. Veja esta terrível torcedura das Escrituras:
"... o Príncipe das Trevas... criou Adão... Para evitar que a luz escapasse imediatamente, os Demônios proibiram Adão de comer o fruto do 'conhecimento do bem e do mal' pelo qual ele teria conhecido o Império da Luz e o das Trevas. Ele obedeceu; um Anjo de Luz o induziu a transgredir, e deu-lhe os meios de obter a vitória, mas os Demônios criaram Eva, que o seduziu a um ato de sensualidade, que o fragilizou e o prendeu novamente nas amarras da matéria." [Albert Pike, Morals and Dogma, Ensinos do Vigésimo Sexto Grau, pág. 567]
Como demonstraremos nos próximos artigos, Albert Pike sempre inverte os significados de todas as palavras-chaves. Uma análise atenta desse parágrafo revela que, para compreendermos o que a Maçonaria realmente ensina, precisamos entender primeiro que eles INVERTERAM os significados de todas as palavras-chaves. Vamos examinar esse relato de Pike com o relato bíblico para ver essa INVERSÃO DE SIGNIFICADOS.
1. Pergunta: Quem criou Adão? Resposta: A Bíblia diz que o Deus criador criou Adão [Gênesis 1:26-27]. Entretanto, nesse parágrafo, Pike declara que o Príncipe das Trevas criou Adão. No entanto, aguarde só mais um pouco, pois essa declaração em si mesma demonstra a inversão de significados.
2. P. Deus proibiu Adão de comer do fruto do 'conhecimento do bem e do mal'? R. A Bíblia diz que Deus proibiu Adão de comer do fruto dessa árvore [Gênesis 2:17]. No entanto, Pike declara que os Demônios proibiram Adão de comer do fruto. Portanto, a Maçonaria define o Deus criador da Bíblia como "Demônios" e é importante observar nesta discussão que Pike usou "Demônios" com "D" maiúsculo, significando Deidade.
3. P. Quem induziu Adão a desobedecer e a comer desse fruto? R. A Bíblia diz que Satanás, disfarçado como uma serpente, induziu Eva a comer do fruto [Gênesis 3:1-6]. Portanto, Pike define Satanás como um Anjo de Luz quando diz que um Anjo de Luz fez Adão comer do fruto! Além disso, observe que Pike diz que esse Anjo de Luz (Satanás) deu a Adão os "meios de vitória", mas os Demônios (o Deus da Bíblia) ludibriaram Adão novamente, criando Eva, para "seduzi-lo".
Não somente essa passagem do livro de Albert Pike demonstra a linguagem maçônica invertida, mas também demonstra a base ocultista e satânica da Maçonaria, revelando que eles crêem que existem dois deuses no universo, um bom e outro mal, iguais, mas opostos. No entanto, isso poderá ser assunto de outro artigo.
4. P. - Quem criou Eva? A Bíblia diz que o Deus criador criou Eva [Gênesis 2:20b-25]. No entanto, Pike diz aqui que os "Demônios" criaram Eva. Portanto, ele é consistente quando define o Deus criador da Bíblia como "Demônios".
Vamos recapitular essa pequena lição sobre a inversão de significados na linguagem maçônica:
Deus Criador - Definido como Demônios e Príncipe das Trevas.
Satanás e a Serpente definidos como "Anjos de Luz", um termo que os cristãos atribuem a Deus, ou a Jesus Cristo antes da encarnação.
Se você mantiver esse fato em mente ao ler os escritos da Maçonaria, estará muito mais perto da verdade sobre o que ela realmente ensina. A maior parte dos escritos maçônicos aparentemente fala do Deus da Bíblia e de Jesus Cristo, mas se você compreender que eles inverteram os significados das palavras e dos termos-chaves, compreenderá a quem eles realmente servem e adoram.
Não se engane sobre isto: Quando a Maçonaria refere-se a Deus, está realmente adorando a serpente, e quando fala de bondade e da luz, está falando sobre ensinos de Lúcifer, comumente referenciado como "Portador da Luz". Na verdade, todos os maçons são estimulados a serem "Portadores da Luz" e a caminharem sempre em busca da "Luz". Esperamos que agora, pela primeira vez, você compreenda que, com a inversão de significados que faz, a Maçonaria realmente adora a Lúcifer.
Nos próximos artigos, citaremos autores maçons que afirmam diretamente que servem e adoram a Lúcifer e não ao Deus da Bíblia. Mas, por enquanto, apenas medite no que aprendeu hoje, isto é, que a Maçonaria não pode ser cristã! Se você tiver aprendido isso, terá dado um grande passo para realmente conhecer a verdade.
Na melhor das hipóteses, a Maçonaria é uma forma falsa de cristianismo; na pior, é anticristã. Após ler a série inteira de artigos, você mesmo chegará a essa conclusão.


Compartilhe este artigo

PODERÁ TAMBÉM GOSTAR

Mais Populares

 
Copyright © 2016 REVELANDO VERDADES OCULTAS • All Rights Reserved.
Template Design by ORIGINAIS OADM • Powered by Blogger
back to top